Construa Seu Corpo Clássico Natural:

Como Redes Sociais Derretem Seu Cérebro & Como Resolver Isso

Redes sociais FERR@M a nossa mente.

Eu lembro de ficar enrolando horas e mais horas no celular…

Vendo bundas, memes e shapes lendários.

Depois, olhava no relógio e o frio na espinha vinha.

“Não acredito, passaram 3 HORAS?”

Isso fazia eu me sentir horrível.

Eu sabia que aquele tempo não estava só ferrando a minha mente…

Isso também estava sugando meus sonhos.

Eu poderia ter treinado, estudado ou trabalhado…

Mas não.

Eu escolhi ver bundas e bíceps no Instagram.

Eu escolhi ver carros de luxo de gente que eu não chamaria para tomar um copo de água na minha casa.

E eu escolhi ver memes que enchiam minha barriga de risada enquanto esvaziavam o meu cérebro.

Não caia nessa cilada.

É perturbador ver o que ser exposto a corpos fantásticos lotados de agulhas, photoshop e filtros pode fazer com sua percepção de como um corpo normal natural deveria ser.

Amigos meus já me falaram que parariam de treinar se não estivessem igual ao Felipe Franco depois de 3 anos de treino.

Bom, para entender o impacto disso…

Você tem que entender um golpe que a sua mente aplica em você.

O viés da disponibilidade.

Vou te explicar o que isso é com um exemplo.

Seguinte:

Você tem mais medo de andar de carro ou de avião?

Bom, se você não é da aeronáutica ou fã do Top Gun…

É provável que entrar em um avião te dê mais calafrios do que entrar em um fusca.

E esse é o seu maior ERRO — aqui o motivo:

E se eu te dissesse que mais pessoas morrem em acidentes de carro do que em quedas de avião?

E que, estatisticamente falando….

Seria mais racional ter medo de carros do que de aviões.

Você acharia que eu sou LOUCO?

Não, meu amigo.

A sua mente é LOUCA.

O problema é:

Sempre que um acidente de avião acontece…

Isso sai em todos os jornais.

Mas quando um acidente de carro acontece…

Nós damos menos atenção a isso.

Esse é o viés da disponibilidade:

A maneira como pensamos sobre o mundo é influenciada pela informação que nos é disponibilizada.

Outro exemplo:

É mais provável ser atingido por um trovão andando na rua do que ganhar na Mega-Sena.

Mesmo assim, milhares de pessoas apostam seu suado dinheirinho em um sonho de acertar 6 números aleatórios e ficarem tão ricos quanto o Silvio Santos.

Por quê? Bom, eu te digo…

Porque toda vez que um maldito sortudo (que não sou EU) ganha a bolada de grana… ele sai em todos os jornais com um cheque do tamanho de um guarda-roupa nos braços & um sorriso do tamanho de uma canoa na cara.

Resultado: Mês que vem mais pessoas vão jogar.

Vai que, não é mesmo?

Mas o que isso tem a ver com fitness?

Vou explicar…

Como o viés da disponibilidade DERRETE nossa cabeça no fitness?

Antes da internet…

Você não era exposto a corpos lendários 24 horas por dia.

Pergunte para o seu pai, eu tenho certeza que ele ligava menos para uma barriga tanquinho do que você.

Muito tempo depois…

Surgiram os algoritmos e as redes sociais.

Agora, eu não sou nenhum engenheiro de computação…

Mas acredito que o algoritmo funcione assim:

•Se você curtir um vídeo…
•Se você comentar em um vídeo…
•Se você assistir um vídeo até o final…

Esse vídeo sobe no ranking e ganha mais visualizações.

Então…

Mesmo se você não fizer NADA em um vídeo…

Se você apenas assisti-lo até o final…

Ele já vai subir no ranking (e ganhar mais views).

Ou até mesmo se você ODIAR um vídeo…

Comentar que ele foi um LIXO…

E mandar para um amigo seu falando para ele não ver esse vídeo porque ele é a pior coisa que qualquer humano poderia ver…

Não importa.

O vídeo vai subir no ranking (e ser mais visto).

Redes sociais não ligam se você gostou ou não de um vídeo…

Se o vídeo causou uma emoção (positiva ou negativa)…

Ele vai receber mais views.

E é aqui que o problema aparece:

Imagine que 0.0001% das pessoas no mundo tenham uma genética lendária.

Esses caras espirram na academia e ganham 5 kg de massa magra.

Eles seriam chamados de DEUSES no passado por nós mortais.

E quanto é 0.0001% de 8 bilhões de pessoas no mundo?

Pu pi pi (som de calculadora)…

800 PESSOAS.

Imagine isso…

800 pessoas que você pode ser exposto nas redes sociais.

Não importa de onde essas pessoas são…

Elas podem ser de uma fazenda no interior da Rússia…

Se elas possuem um CORPO LENDÁRIO…

Elas podem acabar na sua CARA nas redes sociais.

Então, a realidade é a seguinte:

Quando uma pessoa normal (tipo eu) posta um treino…

Ninguém liga.

O único jeito de eu ganhar notoriedade nas redes sociais seria jogando um halter de 30 kg para cima e pegá-lo com o nariz.

Porém, meu amigo…

Quando uma pessoa lendária das 800 posta um treino…

TODO MUNDO LIGA.

As pessoas curtem porque é inspirador.

“Meu Deus, olha esse peitoral!”

As pessoas mandam para amigos porque desacreditam.

“Juninho, você não vai acreditar no glúteo desta donzela.”

As pessoas comentam com raiva porque estão com inveja:

“Aposto que esse cara toma BOMBA.”

Então, é isso que acontece:

Nossas redes sociais se enchem só com os físicos mais fantásticos do universo.

O que, então, impacta nossa percepção da realidade.

Nós vemos 800 pessoas lendárias nas redes sociais & começamos a achar que todo mundo deveria ter 50 de braço, 8 gomos na barriga e pegar 100kg no supino.

Enquanto isso, nossos pais possuem barriga, nossos colegas de trabalho são gravetos e nossos amigos não pegam nem a barra vazia no supino.

Lembre:

É o viés da disponibilidade agindo.

É por isso que ao nadar na praia você sente medo de tubarões. Quando, estatisticamente falando, deveria ter medo de se afogar.

É por isso que você sente um calafrio na barriga quando descobre que sua filha está namorando um político.

Porque, depois de diversos casos de corrupção, no mínimo, esse rapaz tem 100 reais dentro da sua cueca neste exato momento.

E é por isso que você se sente um lixo por treinar 6 meses e ainda não ter o shape do capitão américa ou a cintura da mulher maravilha.

Essas são as formas que jornais, sites e redes sociais usam para INFILTRAR na sua mente e INFLUENCIAR a forma pela qual você ENXERGA o mundo.

Então, meus amigos…

Após saber de tudo isso…

Deixe eu te mostrar como VENCER esse desafio.

Como VENCER nas redes sociais?

1) Lembre que a média não é o ARNOLD.

O homem médio que frequenta a academia não é o Arnold.

O homem médio é bem (BEM) mais normal do que isso.

Sério, bem mais mesmo.

Pense no seu tio que ama futebol, cerveja e churrasco.

Mas corre uma hora por semana e come uma maçã por mês.

Essa é a média.

Se você chegar a 15% de gordura e treinar por 6 meses…

Você já vai estar na frente de 80% das pessoas.



2) Comparação é a agulha na bexiga da felicidade.

Se você coloca o corpo de outra pessoa como papel de parede no seu celular…

Pare de ser um IDIOTA.

Não é com essa pessoa que você deveria estar competindo.

A única pessoa com quem você deveria COMPETIR é você mesmo.

Você só deve derrotar o seu EU de ontem.

E ser derrotado por seu EU de amanhã.

Não IMPORTA como o Felipe Franco, o Paulo Muzy ou o SIBÃ aparentam hoje.

O que importa é:

•Você está se esforçando nos seus objetivos?
•Você está melhor do que no seu último treino?
•Você está melhorando suas refeições todo dia?

Não adianta se comparar com outra pessoa, isso é injusto.

Sabe por quê?

Porque genética IMPACTA muito ao se construir um físico.

E ainda não existe um treino que te ajude a trocar de pais.



4) Redes sociais não vão a lugar nenhum.

Os algoritmos vão continuar derretendo sua mente (se você deixar).

Pessoas que usam anabolizantes, photoshop e filtros para ganhar likes e atenção vão continuar existindo.

Redes sociais vão continuar influenciando sua percepção do que um bom físico natural na verdade é.

Lembre: Isso não é a realidade.

Isso é uma ILUSÃO.

Se for olhar para alguém como inspiração…

Olhe para os corpos clássicos do passado.

Que foram construídos sem anabolizantes…

Sem suplementos…

E até mesmo sem academias!

Eu tenho uma aula que aprofunda nisso, veja aqui.



5) Volte para a realidade.

Seria justo entrar em uma competição de fórmula 1 dirigindo um fusquinha?

Não.

Então, também não se compare com esses mutantes das redes sociais.

Você não colocaria uma foto do Silvio Santos no seu celular para se lembrar do quão quebrado você é…

Então, não faz sentido colocar o corpo de um deus grego no seu celular para te lembrar que você deveria fazer mais abdominais e comer mais omeletes.

Você pode até achar que é inspiração.

Mas está te deixando frustrado.

Aqui uma melhor ideia do que fazer:

Se inspire em uma foto sua de como você era 3 anos atrás…

Ou de como você era quando tinha 20 anos e quer voltar para lá…

Isso sim é cuidar da sua saúde mental.

Depois, o processo é simples:

Batalhe todos os dias para melhorar 1%.

•Treinando mais.
•Estudando mais.
•Comendo melhor.
•Trabalhando mais.



6) Suma.

Apague as redes sociais do seu celular e só use no PC.

Use extensões do Google que ajudam no foco:

•DF tube (link).
•Antigram (link).
•StayFocusd (link).

Use o tempo extra para construir sua vida.

Pessoas vão te criticar e falar que você mudou.

Você não precisa responder (se não quiser).



7) Ame como você é hoje (melhore amanhã).

Você é bom exatamente como é hoje.

Mas sempre pode melhorar amanhã.

Lembre disso.



8) Seja um criador.

Use as redes sociais de forma produtiva:

•Crie um negócio.
•Poste conteúdo.
•Mostre sua arte.

Essa é a forma ideal de se usar as redes sociais:

Para enriquecer sua vida, sua mente e seu bolso.

Me diz:

Você acha que o dono do Facebook fica rolando para baixo nas redes sociais?

Com certeza não.

Ele está crescendo seu negócio.

Faça o mesmo.

Conclusão.

Certa vez, um rei pediu para dois mensageiros irem a uma cidade próxima para avaliarem o mercado de espadas.

Depois de 3 meses, o rei recebeu duas cartas.

O mensageiro 1 falou:

“Ninguém usa espadas aqui, vamos DESISTIR!

O mensageiro 2 falou:

“Ninguém usa espadas aqui, vamos ARREBENTAR DE VENDER!

Sim, redes sociais projetam ideais de beleza impossíveis de alcançar.

Sim, redes sociais atiram comentários negativos na nossa cara.

Sim, redes sociais derretem nossa mente com comparação excessiva.

Mesmo assim, reservam as maiores oportunidades do universo para quem está disposto a não se deixar impactar por isso & construir seus sonhos com suas próprias mãos.

•Você pode vender livros sem precisar de editoras.
•Você pode gravar filmes sem precisar de estúdios.
•Você pode vender músicas sem precisar de gravadoras.
•Você pode construir negócios sem precisar de bancos.

Na chuva, uns choram.

Outros vendem guarda-chuvas.

Eu espero que você fique no lado das pessoas que tiram o máximo de suas vidas usando as redes sociais.

O primeiro passo é conhecer como as redes sociais ferram sua mente.

O que espero ter te ensinado neste artigo.

O segundo passo é usar as redes sociais sem se deixar ser usado por elas.

O que espero que você comece a fazer após sair deste artigo.

O que precisar, é só falar comigo.

Um enorme abraço.

—Matheus IM

Se o artigo ajudar, mande para um amigo:

Sobre o autor:

Matheus Ferreira é escritor, professor e o criador do Inteligência Muscular.

Ele acredita na construção de um corpo forte, definido e saudável sem anabolizantes.

E pensa que você vai achar que ele é importante por fingir que alguém está escrevendo essa bio (e não ele mesmo).

Quando você estiver pronto, aqui como EU posso te ajudar:

📕 Experimente Um Treino Clássico:

E receba um PDF com meus melhores artigos SFP.

🚀 Construa seu corpo clássico:

Cursos. Treinos. Comunidade.
Conheça o Renascimento Natural.

📚 Livros Clássicos

Ganhe músculos, definição e saúde usando meus melhores livros:

🚀 Consultoria IM

Receba minha ajuda pessoal nos seus maiores objetivos.