Construa Seu Corpo Clássico Natural:

É Por Isso Que Você Não Deve Deixar Para Amanhã

Do que você mais sente medo?

Aranhas?
Palhaços?
Dentistas?

Bom, o meu maior medo era MORRER.

Minha barriga congelava ao pensar sobre a morte.

Então, eu me ocupava com:

•Redes sociais.
•Videogames.
•Pornografia.

Para não ter tempo de refletir sobre isso.

Mas, um dia, isso MUDOU.

Eu recebi a notícia de que um familiar meu estava com câncer.

Meus olhos ficaram do tamanho de dois melões ao ouvir isso.

Então, a última pergunta que eu queria responder EXPLODIU na minha mente:

Eu não conseguia aceitar a possibilidade de ter câncer.

Isso era IMPOSSÍVEL para mim.

Porém, eu pensei melhor & percebi:

Sim, eu vou MORRER.

O médico dos médicos já deu minha sentença.

Eu só não sei se será daqui a 6 segundos ou 6 décadas.

A percepção disso me fez querer fazer minha inscrição no hospício mais próximo.

Mas eu respirei fundo & comecei a me questionar.

Então, a verdade apareceu para mim.

Eu só tinha medo da morte porque…

Eu já estava MORTO.

Eu estava em uma faculdade que eu odiava.

Eu trabalhava em um emprego que eu desprezava.

Eu vivia dentro de um corpo que me dava vergonha.

Eu jogava horas do meu dia no lixo vendo bundas no Instagram.

É óbvio que eu sentia medo de morrer:

Eu nunca havia vivido.

Eu não vivia a vida que eu queria.

Eu vivia a vida que haviam escolhido para mim.

Sim, é claro que eu queria mudar isso…

Mas eu não tinha CORAGEM para fazer isso.

Eu tinha medo de decepcionar minha família.

Eu tinha medo do que amigos pensariam de mim.

E o PIOR de todos:

Eu tinha medo do que estranhos iriam falar de mim pelas minhas costas se eu abandonasse TUDO para construir os meus sonhos & fracassasse miseravelmente.

Então, um homem MUDOU a minha vida.

Eu ouvi uma palestra do Steve Jobs onde ele falou:

Receber esse chute na bunda do Steve Jobs foi o que eu precisava.

Então, depois de suar pedras de gelo por múltiplas horas, em um surto de energia, eu pedi demissão da papelaria que eu trabalhava & troquei minha faculdade de administração por Educação Física.

A minha pressão bateu níveis de velhos obesos durante esses dias, mas eu senti uma das maiores satisfações da minha vida após isso.

Eu finalmente começaria a VIVER.

Agora, se tomar essa decisão foi um soco no estômago…

Contar essa decisão para os outros foi um chute do Anderson Silva.

Todo mundo achou que eu estava louco na época, pois meu pai tem um negócio & eu já tinha um trabalho garantido com ele assim que eu terminasse a minha faculdade de administração.

Todo mundo riu de mim por ter trocado o terno e gravata pelos shorts com regata. E me disseram que era melhor eu amar meu trabalho MESMO, porque dinheiro que é bom… Eu jamais ganharia.

Foi então que eu notei:

Eu só consegui viver a vida que eu queria quando eu morri para todos que eu conhecia.

E depois de 3 anos nessa jornada…

Eu fico feliz em te dizer que eu criei o Inteligência Muscular.

Escrevi 3 livros fitness.

E bati 24 MILHÕES de views no Youtube (obrigado, meus amigos).

Hoje, me falam que buscar por meus sonhos foi o certo a se fazer.

Mas, naquela época, a única motivação que eu tinha era o meu pensamento constante de que se não fosse para buscar por meus sonhos, eu preferiria estar morto.

Hoje, eu mudei minha visão sobre a MORTE.

Hoje, eu acredito que a vida só é valiosa porque ela acaba.

Na verdade, a morte é a melhor invenção da vida.

Nada te ensina melhor o que é importante na vida do que a morte.

Hoje, eu me lembro que vou morrer quase todo dia.

Quando eu começo a esquecer…

E começo a molhar meu dedinho na piscina do conforto…

Eu faço questão de passar na frente de um cemitério.

Enquanto estou lá…

Penso repetidamente na frase do imperador Marco Aurélio:

Eu sempre imagino que poderia passar a manhã escrevendo, sair para almoçar & ser acertado por um tiro, trovão ou caminhão.

E está tudo bem.

Eu não sinto mais medo.

Morrer após um dia de trabalho nos meus sonhos é melhor do que viver por décadas enjaulado em empregos que eu odeio com pessoas que eu desprezo.

Hoje, eu também valorizo cada segundo que passo com as pessoas que eu amo. Pois chegará o dia onde eu posso não ter o privilégio de ter uma segunda chance.

E depois de me banhar na filosofia da morte...

Eu voltei com uma melhor pergunta para a vida:

E é isso que vamos responder juntos neste GUIA.

 

A minha PROMESSA para você:

Neste GUIA, vamos conversar sobre:

•Como abraçar a morte pode melhorar sua vida.

•Como agir diante da morte de quem você ama.

•13 lições que eu aprendi pensando na morte.

Vamos começar.

1) Como abraçar a morte pode melhorar sua vida.

A morte é o término de tudo.

Seu coração para de bater.

Oxigênio vira vazio.

Sua pele fica pálida.

Seus lábios racham.

Seu olho perde a luz.

E então, silêncio.

Isso pode te aterrorizar.

Ou pode te melhorar.

Me permita te mostrar como abraçar minha morte ajudou a melhorar minha vida.

1.1) A morte me ensinou a não desperdiçar minha vida.

Hey, quantos anos você tem?

Hm, interessante.

E até hoje você tem contado isso como anos de vida, certo?

Então, me permita te convidar a enxergar isso de uma outra forma:

Você não viveu X anos.

Você morreu X anos.

Todos os dias você morre.

Eu tenho 25 anos.

Então, eu morri 25 anos.

E chegará o dia onde um outro dia não me será dado.

Talvez sejam daqui 75 anos.

Ou 75 meses.

Ou 75 segundos.

Eu não sei.

Logo, se eu não sei quanto tempo ainda tenho…

Eu preciso usar o tempo que eu tenho hoje.

Então, seguinte:

Não desperdice sua vida trabalhando em coisas que você não quer para comprar coisas que você não precisa & impressionar pessoas que nem ligam para você.

Seu tempo aqui é limitado.

Você não escolheu nascer.

Você não sabe quando vai morrer.

Mas uma coisa você controla:

A forma que escolhe viver.

E eu já sei o que você está pensando…

“Ah Matheus, mas por que fazer qualquer coisa se vamos morrer?”

Porque se você não fizer nada, você já está morto.

Se você não cuida do seu corpo, você está morto.

Se você não cuida dos seus sonhos, você está morto.

Se você não cuida de quem você ama, você está morto.

Você não deve deixar de aproveitar a sinfonia da orquestra da vida porque sabe que ela terá um fim.

“Ah Matheus, mas se eu vou morrer por que não se afundar em cocaína e prostitutas?”

Essa é uma ótima pergunta.

A resposta é simples:

Por que você não sabe se você vai morrer OU não.

Você pode aspirar cocaína & abraçar damas da noite…

E, no outro dia, acordar & ter a pior notícia da sua vida:

E se você acha o inferno um lugar ruim, saiba:

O inferno criado por suas próprias escolhas é bem mais quente.

É por isso que você deve governar sua vida de uma forma que você esteja preparado para morrer amanhã, mas também preparado para caso você NÃO morra amanhã.

Aproveite seu presente.

Mas nunca sacrifique seu futuro.

1.2) A morte me ensinou a não tomar o amanhã como garantido.

Uma das histórias mais profundas que eu já ouvi da minha mãe foi quando ela me contou sobre minha bisavó.

Minha mãe amava a minha bisavó como se ela fosse a sua mãe.

Elas faziam tudo juntas.

•Bolos.
•Compras.
•Faxinas.

Um dos passatempos favoritos das duas era sentar na praça, acender um cigarro & ficar falando mal de todo mundo que passava.

•Eita, aquele tá mais magro do que um lápis.
•Nossa, aquela ali tá parecendo uma múmia.
•Meu Deus, não olha agora. Aquela tá ACABADA.

As duas passavam horas fazendo isso.

Dando altas gargalhadas & cuspindo veneno.

É incrível como falar mal dos outros aproxima dois corações.

Então, minha mãe cresceu.

Minha mãe tinha 30 anos.

E não morava mais na mesma cidade que minha bisavó.

Depois de passar muito tempo sem vê-la…

Minha mãe combinou um café com ela para matar a saudade.

No dia, elas relembraram os tempos da infância, conversando, rindo e tomando aquele café feito na hora com aquele bolo de fubá com pedaços de queijo que deixa a casa inteira com um cheiro delicioso.

E então, quando chegou a hora da minha mãe se despedir da minha bisavó, um sentimento estranho surgiu.

Minha mãe sentiu um grito no coração implorando para ela dizer o quanto ela amava a minha bisavó.

O quanto minha bisavó foi importante para ela.

E que ela a amava como se fosse a sua própria mãe.

Mas minha mãe não disse NADA.

E foi embora.

Naquela mesma noite…

Minha mãe pegou o telefone com o coração apertado, ligou para minha bisavó em um surto de energia & disse para ela com o olho encharcado de felicidade líquida o quanto ela a amava.

Minha bisavó de 72 anos chorou como se ela tivesse 72 meses.

Ela havia sentido o mesmo aperto no coração que minha mãe sentiu. Com aquela vontade maior do que tudo de dizer o quanto ela a amava. Mas também não teve coragem de fazer isso.

Dias depois, minha bisavó faleceu.

Se minha mãe não tivesse dito que ela amava a minha bisavó…

Talvez ela não tivesse uma segunda chance para fazer isso.

Em contraste, foi isso que aconteceu com meu avô paterno.

Ele estava super bem, rindo, falando com todo mundo…

Até que sofreu um ataque cardíaco no meio do trabalho e faleceu.

Meu pai (diferente da minha mãe) não teve sua chance.

E é por isso que nós não devemos tomar o amanhã por garantido.

Sêneca diz que isso é o que todos os idiotas possuem em comum:

Eles estão sempre dizendo:

•Amanhã eu termino isso…
•Quando eu me formar, eu faço isso…
•Quando eu arranjar esse emprego, eu vou ser feliz…

Eles acreditam que ainda possuem muito tempo.

Eles acham que TUDO pode esperar.

Mas NÃO pode.

Se você tem um sonho, busque isso hoje.

Se você sente de dizer algo para alguém, diga isso hoje.

Se você quer trabalhar em algo que ama, construa isso hoje.

Só faça amanhã o que você se sente confortável em não fazer NUNCA.

Porque o amanhã pode não vir.

1.3) A morte me libertou da opinião de outras pessoas.

A rainha Elizabeth II foi uma das mulheres mais poderosas do mundo.

Ela faleceu há 1 ano.

Você se lembra dela?

Aposto que não.

E se o mundo esquece a Rainha mais rápido do que um espirro…

Me diga:

Por quanto tempo você acha que as pessoas vão se lembrar de você após você morrer?

Talvez elas se lembrem de você no dia do seu funeral.

Talvez se lembrem uma semana após seu funeral.

Depois, vão voltar para seus problemas & esquecer o quão bocó você foi por nunca ter tido a coragem de perseguir os seus sonhos porque estava preocupado com o que “eles iriam pensar de você”.

Cara, me escute:

Por que você está preocupado com a opinião de uma outra pessoa que não passa 20 segundos do dia dela pensando em você & que quando você morrer, vai te esquecer mais rápido do que um idoso de 93 anos com Alzheimer?

Todo mundo que você conhece vai estar morto daqui 100 anos.

Tudo que você fez aqui hoje vai ser esquecido daqui 100 décadas.

Como diria o Steve Jobs:

Não existe MOTIVO para ser parado pela opinião de outras pessoas.

99% delas não estão pensando em você.

E o 1% delas que passam segundos pensando em você vão MORRER.

Você não tem NADA a perder.

No passado, se você fracassasse, você MORRIA.

Hoje, só fazem umas piadas bobas, você perde uma grana, desperdiça um tempo & depois tem a oportunidade de recomeçar.

Não existe motivo para não buscar seus sonhos (não importa o quão louco eles pareçam para os outros).

Muitos escritores estão mortos fazendo medicina.

Muitos músicos estão mortos fazendo engenharia.

Muitos empreendedores estão mortos dentro de empregos que odeiam porque possuem MEDINHO do que colegas vão pensar deles se tiverem que mudar para uma casa menor para terem tempo e grana para montarem seus próprios negócios.

Burros aprendem com seus próprios erros.

Espertos aprendem com os erros de outras pessoas.

Então, se for valorizar a opinião de alguém na sua vida…

Valorize a opinião do seu EU de 85 anos.

Só ele sabe o que você realmente deseja.

Qualquer outra opinião é pó.

Dica prática: Comece hoje.

Você pode sofrer o resto da sua vida com a dor do “E SE…”

E se eu tivesse começado um negócio?
E se eu tivesse trocado minha faculdade?
E se eu tivesse chamado aquela garota para sair?

Ou você pode ter coragem, fazer & ver no que dá.

Uma coisa é certa:

Se você fracassar, pelo menos você sente o alívio da tentativa.

Mas, se você nunca tentar, a dúvida vai te corroer para sempre.

Conclusão.

Pensar na morte é igual a ver um policial atrás de você enquanto você dirige.

Por um momento, você faz tudo certinho.

•Dirige lento.
•Coloca o cinto.
•Sorri e dá tchauzinho.

Até que ele passa & você volta ao seu comportamento normal.

Não permita que isso aconteça com você.

Lembre-se todo dia que você vai morrer (memento mori).

E use isso para:

•Fazer cada minuto contar.
•Dizer o que você deve dizer.
•Não ser parado por opiniões.

Lembre: Só quem não vive tem medo da morte.

Se você usar seu tempo bem, uma vida basta.



E uma vez que você saiba como lidar com a sua morte…

Nós precisamos conversar sobre algo mais difícil:

A morte de outras pessoas.

Vamos continuar.

2) Como agir diante da morte de quem você ama.

O Bruno é um dos meus melhores amigos.

Um dia nós fomos em uma rave juntos.

O objetivo era ouvir músicas & encher a cara.

Mas algo diferente aconteceu.

Após não aguentar mais ouvir o som…

Nós saímos da festa, arrumamos um lugar para sentar & começamos a falar sobre a vida.

Falamos sobre negócios, mulheres, propósito.

Até que eu senti no coração de fazer a pergunta:

Então, o Bruno me contou a história do Klebinho.

É.

Eu sei.

Com esse nome você deve estar pensando…

“Nossa, o Klebinho devia ser um nerd, magrinho e feio.”

E é aí que você se ENGANA.

Primeiro, deixa eu te contar um pouco mais sobre o Bruno.

O Bruno é um dos caras mais ALFA que eu conheço.

Ele é o melhor vendedor que eu já vi.

Ele consegue puxar conversa com qualquer pessoa.

E quando estava solteiro, qualquer menina que ele desejava — ele conquistava.

Naquele dia, o Bruno me disse que ele havia aprendido tudo que ele sabia com o Klebinho.

E não ACABA aqui…

O Bruno teve que trabalhar para conquistar essas habilidades.

O Klebinho havia NASCIDO com essas habilidades.

Ele tinha a marca da liderança desde quando usava fraldas.

Ele nasceu com aquela energia que faz todo mundo ficar paralisado e em silêncio enquanto você fala.

Aquela força invisível que faz todo mundo buscar sua opinião & aprovação sem entender o motivo para isso.

E aquela vibe gostosa que faz todo mundo querer ficar perto de você.

O Bruno tinha que SUAR para conquistar.

O Klebinho conquistava no OLHAR.

O Klebinho mostrou para o Bruno o quanto ele podia melhorar.

E o Bruno aceitou o chamado para a aventura.

Ouvir essa história do Bruno me trouxe uma gratidão enorme.

Eu ouvi cada palavra dele com olhos arregalados.

Nem a música alta conseguia tirar minha atenção dele.

Até que a parte mais DOLOROSA chegou.

Era uma madrugada em um dia de semana até que o Bruno recebeu uma chamada da mãe do Klebinho.

Na chamada, a mãe do Klebinho perguntou para o Bruno se ele sabia onde o Klebinho estava.

Com aquela voz preocupada, molhada de choro, sentindo aquela energia negativa que só mães são capazes de sentir quando sabem que algo está errado.

Então, o Bruno disse para ela:

“Eu não sei onde o Klebinho tá

Mas não precisa ficar preocupada não.

Ele deve estar na casa de algum amigo ou amiga…

Já já ele vai chegar aí.”

Então, depois de alguns minutos de conversa…

Ela agradeceu o Bruno e desligou o celular.

Depois disso, o Bruno ficou um pouco preocupado.

Mas como era o Klebinho…

Ele sabia que não existia motivo para isso.

Então, após se esforçar, ele conseguiu dormir de novo.

No outro dia de manhã…

O Bruno pulou da cama com uma outra chamada no celular.

Dessa vez, era um outro amigo dele:

O John.

A primeira coisa que o Bruno falou para o John no celular foi:

“John.

Fala logo.

O que aconteceu com o Klebinho?”

E então, o John soltou:

“Bruno, o Klebinho faleceu.”

Nesse momento, o Bruno me contou que ele não conseguiu reagir de outra forma a não ser começar a gritar no seu quarto:

Na hora que ele me contou essa parte da história, meu coração bateu forte no peito.

Eu fiquei imaginando qual seria a minha reação se o Bruno morresse.

Aquela dor misturada com culpa.

Aquele calor de raiva misturado com o frio das lágrimas.

Aquela combinação terrível de embrulho no estômago, aceleração cardíaca & confusão mental.

Eu agradeci ao Bruno por ele ter me contado essa história.

Hoje, o Bruno ainda visita o Klebinho toda semana no cemitério.

Ele pode não estar mais aqui com a gente.

Mas nunca deixou de ajudar o Bruno a continuar melhorando.

Pensar na sua morte pode ser difícil.

Mas isso não chega perto de pensar na morte de quem você ama.

Para o filho que tem que crescer sem um pai ou uma mãe.

Para a esposa que tem que aprender a viver sozinha de novo.

Para o amigo que agora só pode reviver as aventuras na memória.

Chegará o dia onde você não será presenteado com um outro dia ao lado de quem você ama.

Você pode ser pego de surpresa quando isso acontecer.

Ou você pode se preparar.

Deixa eu te mostrar como eu estou me preparando para isso.

2.1) Não transforme sofrimento no inferno.

Uma vez eu ouvi uma história do Jordan Peterson que cortou meu coração no meio.

O filho de uma mulher havia cometido suicídio.

E o problema de uma situação como essa é que deixa todo mundo para trás pensando no que poderiam ter feito de diferente para mudar o que aconteceu.

A mãe estava pegando a ferida aberta do seu filho & se flagelando ainda mais por tudo.

Se perguntando como poderia ter sido uma mãe melhor…

Se perguntando o que poderia ter feito de diferente…

Então, o Jordan Peterson falou para ela:

“Você culpa seu marido pelo que aconteceu com seu filho?

Você fica o lembrando a todo o segundo de como ele poderia ter sido um pai melhor?

Você fica o culpando a cada segundo de tudo que ele poderia ter feito e não fez?

Talvez você sinta culpa por algo que deveria ter feito & não fez.

Outras pessoas na sua família também sentem isso.

E se você não as culpa, também não faça isso com você mesmo.

Sofrimento na vida é garantido.

Mas sofrimento não precisa se transformar no inferno.

Cuide de você da mesma forma que você cuidaria de quem você ama.

2.2) Diminua a dor de quem você ama.

Alguém terá que ser um pilar no funeral.

Eu sei que é muito pedir isso, mas eu espero que seja você.

Eu espero que você seja a pessoa que conforte os corações e limpe as lágrimas daqueles que você ama & ainda estão vivos.

Agora é a hora que essas pessoas mais precisam de você, não as decepcione.

Não crie mais dor tentando encontrar algum culpado pela morte.

Crie mais cura limpando qualquer coração atribulado.

Não crie mais sofrimento jogando na cara de pessoas tudo que elas poderiam ter feito (e não fizeram).

Crie mais paz relembrando as pessoas das boas memórias que elas viveram com a pessoa que se foi.

Não é fácil.

Mas é o certo.

E o certo nunca é fácil.

E eu não estou te pedindo para fazer isso por caridade.

Eu estou te pedindo para fazer isso por você mesmo.

Porque nada é mais curativo do que servir.

Limpar as lágrimas de quem você ama vai te ajudar a limpar as suas próprias lágrimas.

Eu não pediria isso para qualquer pessoa.

Mas como sei que é você…

Me sinto mais confortável com isso.

2.3) Se dê o tempo que você precisa para se curar.

Não lute contra suas emoções.

Chore se você quiser.

Grite se você quiser.

Mas não ache que a quantidade de tempo que você passa sofrendo tem algo a ver com o quanto você amava a pessoa.

Você não precisa chorar por anos para provar para si mesmo que você amou essa pessoa.

A pessoa que se foi não iria querer isso para você.

Não queira isso para você.

O seu débito com a pessoa falecida não deve ser pago em lágrimas.

O seu débito deve ser pago em serviço para as outras pessoas que estão aqui & também te amam.

Por fim…

Faça a pergunta mais difícil de todas:

Depois, se esforce para se transformar nesse homem.

Isso sim mostra o tamanho do seu amor pela pessoa que se foi.

Conclusão.

É impossível estar preparado para perder alguém.

Mas podemos nos preparar para o que vamos fazer quando isso acontecer.

Eu espero que você seja capaz de carregar seu sofrimento sem ferir outras pessoas no caminho.

Eu espero que você seja a pessoa que usa a sua própria dor para curar a dor de outras pessoas (mesmo nas horas mais difíceis).

E eu espero que você fique o quão triste você precisa ficar (nada além disso) para depois melhorar em honra a pessoa que se foi.



E uma vez que você abraça a sua morte…

E aceita a morte das pessoas que você ama…

Vamos amarrar esse artigo com as maiores lições que eu aprendi com a morte.

13 Lições Mortais: Como Tirar o Máximo Da Vida?

A verdadeira evolução é tirar a morte da sua cabeça & colocá-la no seu corpo.

•Nas comidas que você come.
•Nas palavras que você diz.
•Nas ações que você faz.

Vamos conversar sobre as
13 lições mortais que eu aprendi.

1) A vida não é curta.

Nós que a desperdiçamos.

Para onde você está indo com tanta pressa?

Para sua MORTE?

Lembre: Você tem tempo.

•Você pode fazer direito & desistir.
•Você pode fazer administração & desistir.
•Você pode passar em medicina & desistir.

E depois, pode abrir um restaurante.

Virar o melhor na sua cidade.

E chegar no primeiro milhão antes dos 45.

Com outros 45 anos para aproveitar a vida.

Outra:

Você pode tentar crescer um blog & falhar.

Você pode tentar crescer no Instagram & falhar.

E depois, lançar um vídeo no YT que pega 100k views em menos de 30 dias do canal.

Você não precisa decidir entre um sonho OU outro (quando você expande o tempo que está disposto a investir neles).

A única decisão que você tem que fazer é a decisão de começar hoje.

2) Você não vive só uma vez.

Sim, um dia você vai morrer.

Mas levam (em média) 7 anos para se tornar um mestre em uma habilidade.

Isso significa que se você viver até os 84 anos…

Você tem 12 oportunidades para ser incrível em algo.

Você pode:

•Dançar tango.
•Escrever livros.
•Pintar quadros.
•Aprender 5 idiomas.
•Montar um negócio.
•Virar um palestrante.
•Criar um canal no YT.

Você só morre uma vez.

Mas ganha todo dia uma nova oportunidade para viver.

3) Deixe o que você ama te matar.

Decidir qual carro você vai dirigir até a cidade da morte é a decisão mais importante da sua vida.

A melhor pergunta que eu conheço para ajudar nisso é:

Uma boa vida não é uma vida sem problemas.

Uma boa vida é uma vida com os problemas certos.

•O escritor ama sangrar nos livros.
•O fisiculturista ama sangrar na academia.
•O empreendedor ama sangrar nos negócios.

Vou te dar um exemplo:

Eu conheço 3 pessoas que querem passar em medicina.

Todas tentaram várias vezes o vestibular & não passaram.

Duas dessas pessoas hoje desistiram & estão fazendo outras coisas.

Você fala com elas & sente a frustração.

Vê que elas queriam medicina.

Mas desistiram.

E agora, fazem malabarismos mentais para justificar a escolha.

Mas um desses meus amigos é diferente.

Eu tenho certeza que ele vai virar médico.

Pois quando alguém pergunta para ele sobre seu sonho, ele fala:

O que você está disposto a morrer para conquistar?

Encontre isso & deixe isso te matar.

E se quiser aprofundar, veja meu artigo sobre propósito.

4) Não busque felicidade. Seja útil.

Você não nasceu para ser feliz.

Você nasceu para descobrir o quão BOM você consegue ser.

Isso envolve dor, sacrifício e sofrimento.

Mas também cria satisfação, propósito e significado.

Porque, me diga, o que você prefere:

Viver igual um teletubbie no mundo das maravilhas comendo chocolate, jogando videogame & vendo pornô?

Ou você prefere viver no mundo real com sofrimentos para superar & dragões para derrotar enquanto você se transforma num herói?

Então, me diga:

Se você mesmo criaria desafios e dores na sua vida para se transformar na sua melhor versão, por que você fica bravo com Deus quando ele faz isso com você?

Não busque felicidade.

Felicidade é fraca igual a uma bexiga.

E o mundo é um lugar lotado de agulhas.

Busque abraçar o máximo de responsabilidade que você conseguir.

Isso sim é uma bola de aço capaz de destruir qualquer agulha do mundo.

E vai te trazer o maior sentimento de satisfação na sua vida.

Algo muito mais forte, duradouro e profundo que felicidade.

Na verdade, felicidade para mim é imaginar o homem que eu posso ser, chegar no final da minha vida, olhar no espelho & ver que eu me tornei esse homem.

Da mesma forma, o inferno mais quente é saber quem eu poderia ter sido & não fui.

5) Não tome o amanhã por garantido.

Sinta o ar descer por sua garganta & lotar seus pulmões agora mesmo.

Só isso é um milagre.

Não tome as pequenas coisas da vida por garantido.

O beijo da sua avó.
O abraço do seu pai.
A comida da sua mãe.
A risada do seu amigo.
O sorriso da sua amiga.

Um dia isso pode não estar mais aqui.

6) Você tomará o amanhã por garantido.

Você não vai abraçar seu pai porque está bravo com ele.

Você não vai comer a comida da sua mãe porque está com pressa.

Você vai falar que não tem tempo para amigos porque está trabalhando.

E está tudo bem.

Sempre que notar que está fazendo isso, se pergunte:

Se a resposta for sim, continue com sua vida.

Se a resposta for não, resolva isso hoje.

Amanhã pode ser tarde demais.

7) Tenha muito cuidado com suas palavras.

Eu aprendi isso com uma mulher que sobreviveu ao campo de
concentração nazista.

Uma das raras sobreviventes.

Ela tinha 15 anos de idade.

Seus pais desapareceram no trem.

E ela ficou sozinha junto com seu irmãozinho de 8 anos.

Ela conta a história assim:

“Estávamos em um trem indo para Auschwitz…

Eu olhei para meu irmão & vi que ele havia perdido um dos seus sapatinhos.

Então, eu disse:

Por que você é tão BURRO?

Você não consegue NEM cuidar das suas coisas?

Pelo amor de DEUS!

Daquela forma que uma irmã fala com um irmão mais novo, sabe?

Foi a última coisa que eu disse para ele.

Depois disso, os guardas nos separaram.

E eu nunca mais o vi de novo.

Ele não sobreviveu.

Então, quando eu saí de Auschwitz, eu fiz uma promessa:

Essa história é um chute na alma.

E eu sei que não é possível fazer isso sempre.

Eu mesmo xinguei meu irmão hoje porque ele não foi na academia.

Nós vamos errar com as pessoas que amamos.

E as pessoas que amamos também vão errar com a gente.

Mesmo assim, essa mulher nos dá um ideal digno de se perseguir.

Tenha cuidado com suas palavras.

Elas podem ser as últimas.

8) Tudo tem um fim. E esse é o maior presente.

A vida é igual a um arco-íris.

A luz é o significado. O propósito. A satisfação.

A chuva é o sofrimento. O sacrifício. A dor.

Juntos, elas formam um arco-íris de vida.

Que aparece, cativa o mundo e depois desaparece.

Você não deve reclamar que o arco-íris tem um fim.

Você deve agradecer o privilégio de poder vê-lo.

E aproveitar cada segundo dele enquanto ele está aqui.

9) Qualidade de morte é super mega importante.

Qualidade de morte é viver uma vida com saúde, energia e força.

E então, chegar sua hora & você morrer dormindo.

Uma má qualidade de morte é passar anos internado no hospital, sentindo dores & perdendo gradativamente sua consciência até ser entrelaçado pelos gélidos braços da morte.

É por isso que cuidar do seu corpo é tão importante (mesmo diante da sua morte futura inevitável).

Você não quer perder sua saúde & ser enjaulado em um hospital por anos, quer?

Então, cuide do seu corpo hoje.

Se quiser minha ajuda, veja o RN.

 

10) Uma morte cheia nasce de viver sempre vazio.

Se esvazie.

Ensine tudo que você tem.

Ajude todos que você conhece.

Doe sangue, carros, casas e órgãos.

A única coisa que você leva da vida é o que você deu para outras pessoas.

11) Aprenda com os arrependimentos dos mais velhos.

Ninguém se arrepende de não ter passado mais tempo no Instagram, não ter usado mais drogas ou feito mais sexo.

Bronnie Ware é uma enfermeira que passou 8 anos acompanhando centenas de pacientes nas suas últimas semanas de vida.

Após perguntar por anos para esses pacientes se eles tinham algum arrependimento…

Ela notou que haviam 5 que eram os mais comuns:

1) Eu queria ter tido coragem para viver a vida que eu queria (e não a vida que outros esperavam de mim).

2) Eu queria não ter trabalhado duro em algo que eu não gostava.

3) Eu queria ter tido a coragem para falar o que eu sentia.

4) Eu queria ter mantido contato com meus amigos.

5) Eu queria ter me permitido ser mais feliz.

Viver uma vida sem arrependimentos é impossível.

Mas agora que você sabe quais são os maiores arrependimentos de quem está próximo da morte, você pode:

1) Ter a coragem para viver a vida que você quer (e não a vida que outros querem para você).

2) Não trabalhar mais do que o suficiente para conquistar os seus sonhos & sempre criar tempo para ver quem você ama.

3) Sempre se esforçar para falar o que você sente para aqueles que você ama, seja isso algo positivo ou algo construtivo.

4) Sempre ligar para seus amigos e combinar encontros & viagens para que a amizade continue brilhando forte.

5) Se permitir ser feliz hoje (e não em um futuro imaginário onde você é rico, com gomos na barriga & namora uma super modelo).

12) Trabalhe o mais duro que conseguir naquilo que ama.

Eu conheço um senhor que tem 95 anos.

Todo mundo acha ele DOIDO.

Porque ele trabalha 10 horas por dia (todo dia).

Enquanto ele acha que todo mundo é DOIDO…

Por viverem todas as semanas odiando segundas-feiras, ansiando por sextas-feiras & planejando por uma aposentadoria imaginária que pode não chegar.

Uma vez eu perguntei para ele por que ele trabalhava tanto…

E ele me respondeu:

Eu aprendi a lição.

Hoje, eu acredito que só vou morrer com satisfação ao invés de com frustração se eu souber que usei TUDO que eu poderia usar para melhorar o mundo enquanto eu estava aqui.

Faça o mesmo.

13) Nada suaviza mais a morte do que acreditar que não é o fim.

Eu não ligo se você acredita em Deus ou não.

Você sempre será bem-vindo aqui comigo.

Mas eu acredito em Jesus Cristo.

Que ele morreu para que eu pudesse viver.

E vou te falar:

A morte se torna mais leve quando você a enxerga apenas como um salto de fé para cair nos braços de Deus.

Conclusão: Um Brinde a Morte 🗿🍷

Você é mais rico do que 93% das pessoas que já viveram.

Não em dinheiro, mas em tempo.

108 bilhões de pessoas viveram ao longo da história do mundo.

93% delas estão mortas.

Você tem o que qualquer rei ou rainha…

Faraó ou ditador…

CEO ou político…

Celebridade e atleta…

Dariam tudo para terem de volta:

TEMPO.

Faça bom uso dele.

Se o artigo ajudar, mande para um amigo:

Sobre o autor:

Matheus Ferreira é escritor, professor e o criador do Inteligência Muscular.

Ele acredita na construção de um corpo forte, definido e saudável sem anabolizantes.

E pensa que você vai achar que ele é importante por fingir que alguém está escrevendo essa bio (e não ele mesmo).

Quando você estiver pronto, aqui como EU posso te ajudar:

📕 Experimente Um Treino Clássico:

E receba um PDF com meus melhores artigos SFP.

🚀 Construa seu corpo clássico:

Cursos. Treinos. Comunidade.
Conheça o Renascimento Natural.

📚 Livros Clássicos

Ganhe músculos, definição e saúde usando meus melhores livros:

🚀 Consultoria IM

Receba minha ajuda pessoal nos seus maiores objetivos.